RECEBA TODA SEMANA NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

O que avaliar na hora de abrir a sua clínica médica?

Publicado em 02/13/2018

   O sucesso de uma clínica médica não acontece por acaso. Para que se possa conseguir ter resultados bons de verdade e ser uma referência no mercado, alguns cuidados precisam ser tomados. Para que você consiga abrir a sua clínica médica ou fazer os ajustes necessários na sua, separamos uma lista de perguntas sobre as quais você precisa tirar um tempinho para pensar. Você está preparado? Então vamos lá!

abrir a sua clínica médica

O que avaliar na hora de abrir a sua clínica médica?

1. Você tem o perfil empreendedor?

   Antes de abrir a sua clínica médica, é importante saber se o seu perfil de trabalho é realmente empreendedor.

   Existem várias formas de se perceber o nível de empreendedorismo das pessoas, mas o mais fácil é tentar responder à seguinte pergunta: você prefere trabalhar recebendo um valor fixo por mês e respondendo a ordens de um empregador ou prefere montar o seu próprio negócio?

   Uma pessoa empreendedora acredita que consegue ter mais chances de ganho quando se arrisca a fazer algo novo do que ficar limitada a um trabalho “mais seguro”, que, no entanto, não oferece tanta autonomia e possibilidades de ganho extra.

   Se você está na dúvida, não se preocupe. Leia mais sobre o assunto, veja se tem algum curso que pode te ajudar, assista a palestras e participe de comunidades que discutam o assunto. Tente se conhecer melhor e entender todo o potencial que existe a ser explorado em você.

2. Qual é o investimento necessário para se ter uma clínica médica?

   Esta é uma pergunta que merece muita atenção da sua parte para ter chances reais de sucesso. A verdade é que é possível abrir a sua clínica médica com investimentos variados. Tudo vai depender do tamanho de fatores como público, tecnologia e até ponto comercial.

   Você vai ver que, na prática, existem alguns gastos que variam e outros não. Dentre os que variam, podemos listar aqueles que estão relacionados com o volume de pacientes e de funcionários que você pretende ter. Se quiser atender muitas pessoas ao mesmo tempo, precisará de uma área maior, mais atendentes, uma sala de espera com capacidade para mais pessoas, estacionamento e talvez até manobrista.

   Quanto aos gastos que não serão influenciados pelo porte da sua empresa, devemos colocar na conta, por exemplo, um sistema de gestão de agenda e controle de vendas, um serviço de contabilidade, impostos e taxas com alvará de funcionamento e com registro de CNPJ.

   Depois de listar todos estes itens, além de compras de mobiliário, de equipamentos, gastos com cursos, instrumentos, profissional de limpeza, com uma possível reforma e mesmo com copinhos de café, é preciso lembrar que, no início, os pacientes costumam ser mais escassos.

   Isso significa que você precisa também de capital de giro. Ou seja, você precisa de um dinheiro para pagar as contas de luz, de água e os salários, até que o negócio ande com as próprias pernas.

Teste Grátis

3. Como avaliar o ponto onde instalar a minha clínica?

   Escolher bem o ponto comercial é algo que merece bastante estratégia. Você precisa avaliar que tipo de pacientes pretende atender e onde eles estão. Questione-se: são pessoas mais novas, com uma idade mais avançada ou as duas coisas? Qual é a faixa de renda e os hábitos delas? O que elas estão procurando?

   Se você estiver buscando pacientes que têm um horário de trabalho mais apertado e pouca disponibilidade de locomoção, talvez tenha que optar por um local de fácil acesso na hora do almoço. Preferencialmente, ainda, um ponto que seja localizado em uma região mais comercial ou em um bairro mais residencial para atender no fim de semana.

   Se seus pacientes vão até você de carro, encontrar um local com facilidade de estacionamento é importante. Por outro lado, se a maioria for até você a pé, um ponto com porta para rua e maior exposição vai ser mais vantajoso.

4. Que produtos e serviços devem ser oferecidos?

   Embora os serviços prestados pelas clínicas médicas sejam normalmente parecidos, é preciso que você pense bem sobre qual seu foco de atuação. Existem clínicas que são especialistas em determinados tipos de tratamentos e outras que buscam ter uma oferta mais ampla. Novamente, aqui é preciso pensar em qual o seu tipo de atuação.

   Se perto do ponto em que você está pretendendo atuar houver concorrentes que já oferecem serviços básicos, talvez seja interessante oferecer diferenciais com técnicas e equipamentos específicos.

   Por outro lado, se a concorrência for fraca, focar no básico pode ser uma boa ideia para começar a captar pacientes e depois trazer novidades.

  Ainda sobre esse aspecto, antes de fazer um “cardápio” com vários tratamentos médicos, lembre-se de avaliar as opções e identificar quais tratamentos trazem pacientes. Procure saber quais deles são mais lucrativos e quais necessitam de mais investimento, seja em equipamentos, seja em cursos ou instalações.

   Por último, pense também em quais desses serviços vão te ajudar a vender produtos dentro da sua clínica. Produtos de beleza podem ser uma boa fonte de renda para o negócio.

5. Que profissionais devem ser contratados?

   Após montar a sua clínica médica, vai ser necessário contratar mais ou menos pessoas. Tudo depende do volume de público que você tem, das especialidades que pretende oferecer e da formação dos profissionais.

   Na equipe com a qual você vai lidar diretamente, será preciso alguém para fazer atendimentos telefônicos e agendamentos, alguém para realizar a limpeza do ambiente e médicos com focos variados. Se você tiver um sócio, por exemplo, é possível que, no início, vocês revezem as tarefas (cuidar dos agendamentos, por exemplo) até que consigam separar as rotinas e os horários de cada um.

   De toda forma, o importante é que você tenha em mente que cada atividade demanda atenção e algum responsável. Considere também profissionais que devem ser necessários pontualmente, tais como encanadores, decoradores, advogados, pintores, eletricistas e contadores.

   Depois de montar a sua clínica médica, pode ser necessário contratar ainda seguranças, copeiras e manobristas. Tudo vai depender do seu porte e foco de trabalho.

   Ao se planejar para abrir a sua clínica médica, o importante é fazer a lista de demandas iniciais bem completa para que ela fique o mais realista possível. Assim, você pode calcular as contas de maneira a ter segurança para dar os próximos passos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *